Breaking News

SAÍDAS DA GLOBO VARIAM ENTRE GRANDES NOMES VETERANOS E NOVOS TALETOS; VEJA LISTA



Quem acompanha as notícias envolvendo a televisão brasileira, deve ter percebido que diversos nomes conhecidos estão deixando a Globo, tanto na dramaturgia como no jornalismo.
Segundo informações divulgadas pelo site F5, da Folha de S. Paulo, o Grupo Globo iniciou em setembro do ano passado um novo modelo de gestão de negócios, que inclui reformulação e enxugamento em seus quadros de profissionais.

De acordo com a publicação, para isso foi contratada a consultoria Accneture para auxiliar no processo de unificação de todas as suas empresas, como TV Globo, Globosat, Globo.com, DCCorp e Som Livre. A ação teria um prazo de três anos e começou a afetar o casting da Gloibo.
As mudanças foram refletidas nas saídas de grandes nomes vetereanos e novos talentos do grupo. Somente na primeira semana de junho, a emissora dispensou a atriz Vera Fischer, o ator e roteirista Miguel Falabella e o ator José de Abreu. Além desses, outros atores do primeiro escalão deixaram de ter contrato fixo com a emissora, como Malu Mader, Carolina Ferraz, Malvino Salvador, Bianca Bin e Bruno Gagliasso –este último, que optou por não renovar seu contrato na emissora e assinou com a Netflix no fim do ano passado, mas continua disponível na Globoplay.
No fim de março, o ator Stenio Garcia também afirmou que não integra mais o casting de atores da Globo, e que foi pego de surpresa com a demissão. Conforme os acordos vão vencendo, as renegociações ou não vão aumentando a fila de atores sem compromisso exclusivo com a emissora. Entre os autores, além de Aguinaldo Silva, que deixa a emissora, há o caso de Benedito Ruy Barbosa, cujo contrato já venceu, mas que ainda pode ser alvo de um novo acordo.
Quem também deixou dez vez a emissora foi Bruna Marquezine, que vinha cumprindo uma espécie de quarentena, e agora está em condições de aceitar propostas de outros canais e plataformas. Além desses, outros nomes conhecidos como Zeca Camargo, Regina Duarte, Marcio Canuto, Tiago Abravanel
.

Nenhum comentário