Breaking News

SERVIDOR PÚBLICO MORRE APÓS PULAR DA JANELA DO APARTAMENTO PARA JOGAR BARALHO


Um homem identificado como Gualter Fabrício Magalhães Cruz, de 43 anos, morreu depois de cair do segundo andar de um prédio na madrugada desta quinta-feira (9), em Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), o acidente ocorreu quando a vítima tentava sair pela janela, do apartamento onde morava, para ir jogar baralho. Gualter era servidor do Tribunal de Justiça de Rondônia(TJ-RO).

Consta em boletim de ocorrência que, por volta das 1h desta quinta-feira, a polícia foi acionada até o apartamento, no Bairro Nova Floresta, para atender uma ocorrência envolvendo uma queda de pessoa do prédio. Com a guarnição já no local, a esposa da vítima informou aos policiais que Gualter Fabrício se trancou em um quarto da casa para depois tentar sair pela janela, no segundo andar do prédio. O homem queria ir jogar baralho, segundo a esposa.

Aos policiais, a mulher informou que aparentemente seu esposo se desequilibrou e caiu. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito de Gualter. A perícia também realizou os trabalho no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital. Gualter Fabrício era servidor do Tribunal de Justiça de Rondônia(TJ-RO) e trabalhava na 4ª Vara Criminal do Fórum Geral. O TJ-RO divulgou nota lamentando a perda do servidor e se solidarizou com a família.
“Com imenso pesar, o Poder Judiciário do Estado de Rondônia comunica o falecimento do servidor Gualter Fabrício Magalhães Cruz, 43, ocorrido na madrugada desta quinta-feira, 8, num trágico acidente doméstico. Filho da também servidora, Eva Magalhães da Cruz, lotada na Gestão Documental, Secretaria Administrativa, Gualter Fabrício ingressou no Judiciário em 15 de abril de 1998, e era lotado na 4ª Vara Criminal de Porto Velho. O Tribunal de Justiça, por meio da Secretaria de Gestão de Pessoas e da direção do Fórum César Soares Montenegro, assim como magistrados e servidores da unidade, solidarizam-se com familiares, amigos e colegas de trabalho pela perda, prestando-lhes condolências”. A Ordem dos Advogados do Brasil de Rondônia (OAB) e a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado de Rondônia (CAARO) publicaram notas de pesar e se solidarizando com a família de Gualter.
Fonte: Rede Amazônica

Nenhum comentário