Breaking News

PEDRO HENRIQUE: ' IRIAM MATAR QUALQUER MOTORISTA QUE FOSSE', DIZ POLÍCIA SOBRE SUSPEITOS PRESOS


O corpo do motorista foi achado no mesmo dia do crime. De acordo com a polícia, a vítima não reagiu a abordagem.

Os dois suspeitos de envolvimento na morte do motorista por aplicativo Pedro Henrique Santos Barros, de 20 anos, planejaram roubar um carro por meio de um aplicativo e matar o motorista para que o crime não fosse descoberto. Essas são as informações iniciais levantadas pela polícia, sobre a investigação do caso, que ocorreu em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, na quarta-feira (21).


De acordo com a Polícia Civil de Vitória da Conquista, os dois suspeitos queriam roubar um veículo e fugir para Ilhéus, cidade no sul do estado. Eles usaram o aplicativo para chamar um carro, que seria roubado e vendido. E o motorista seria morto, para despistar as investigações. Ainda segundo a polícia, o perfil de Pedro Henrique foi o primeiro a aceitar a corrida solicitada pelos suspeitos. “Eles planejaram o crime, mas não escolheram o alvo, iriam matar qualquer motorista que atendesse”, disse o delegado Marcelo Cavalcanti, que apura o caso.

Caso de Polícia | presos em Itabuna, acusados pela morte de Pedro Henrique  virão para Vitória da Conquista | BLOG DO ANDERSON

O corpo do motorista foi achado no mesmo dia do crime. De acordo com a polícia, a vítima não reagiu a abordagem. “Eles deram voz de assalto, levaram o veículo até as margens do Anel Rodoviário, onde infelizmente assassinaram o condutor, a golpes de faca e pedradas”, detalha Cavalcanti. Os suspeitos, que não tiveram as identidades divulgadas, foram presos na cidade de Itabuna, após se envolverem em um acidente com o carro de Pedro Henrique. Segundo a polícia, a unidade de Vitória da Conquista recebeu o pai da vítima, que informou os dados da vítima. Os dados foram publicados em um grupo policial, onde os policiais de Itabuna ficaram sabendo do caso.

Após ter carro roubado, motorista por aplicativo é morto a tiros em Vitória  da Conquista - Bahia Manchetes

“O pai falou que o filho havia desaparecido e que era motorista de aplicativo. O delegado pegou a foto da vítima e a placa do carro e mandou no grupo policial. Em outro grupo policial, mandaram a placa de um carro capotado, questionando se alguém conhecia, porque o documento do carro estava em nome de terceiros. O delegado solicitou à polícia de Itabuna que localizassem eles e levassem para a delegacia”, conta. Os dois suspeitos receberam atendimento médico no Hospital Regional de Itabuna. Após serem levados para à delegacia, foram transferidos para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista. Os dois têm passagens anteriores pela polícia, por prática de furtos.

Corpo da vítima foi sepultado na manhã desta quinta-feira (22), em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/TV Sudoeste

De acordo com a polícia, um dos suspeitos é natural de Ilhéus, e esse pode ter sido o motivo pelo qual a dupla fugisse para o município. O corpo de Pedro Henrique foi sepultado na manhã desta quinta-feira (22), em Vitória da Conquista. Familiares e amigos estiveram no velório. Motoristas de aplicativos também foram ao sepultamento e realizaram um protesto na cidade, pedindo justiça pelo crime. “Nós, motoristas de aplicativo, somos vulneráveis, infelizmente. A gente e o passageiro”, disse o motorista Paulo Pereira. // G1 Bahia

Nenhum comentário