Breaking News

BAHIA: MÉDICO RESIDENTE PULA DE PRÉDIO E MORRE, AO TENTAR ESCAPAR DE INCÊNDIO.VÍTIMA IDENTIFICADA


A vítima foi identificada como Bruno Rafael Matos Coelho, de 32 anos. Ele era natural do estado de Pernambuco e atuava como médico residente na capital baiana.

Um homem morreu depois de cair do segundo andar de um prédio residencial no bairro da Barra, em Salvador, para escapar de um incêndio. O caso ocorreu na madrugada desta sexta-feira (11) e até o início da manhã, o corpo dele permanece no local.

A vítima foi identificada como Bruno Rafael Matos Coelho, de 32 anos. Ele era natural do estado de Pernambuco e atuava como médico residente na capital baiana. O edifício fica localizado na Rua Presidente Kennedy. As chamas iniciaram por volta das 2h, no segundo andar, e rapidamente se alastrou até os pavimentos superiores. Segundo testemunhas, Bruno dormia quando o incêndio atingiu o prédio e não percebeu o surgimento das chamas. Ele foi acordado por vizinhos e, no desespero para escapar do fogo, tentou sair do apartamento e caiu na área da garagem do edifício.

Um morador, que preferiu não ser identificado, presenciou a ação disse que ficou em choque com o que viu. “Os outros moradores começaram a sair e ele, na certa, estava dormindo e não conseguiu. Quando ele saiu, tentou pular de um apartamento para outro, mas não deu. Foi uma coisa muito rápida. Ele pediu socorro, perguntando o que fazer, se desequilibrou e caiu. Foi uma cena muito triste”, comentou o homem. De acordo com o Centro de Comunicações da Secretaria da Segurança Pública (Cicom), moradores disseram que pelo menos outras três pessoas ficaram feridas. Elas foram socorridas com queimaduras intensas e levadas para o Hospital Português, que também fica na Barra. Não há informações sobre o estado de saúde delas. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para controlar as chamas e agentes da Polícia Civil também estiveram no local para fazer a perícia e a remoção do corpo da vítima. Ainda não há informações do que pode ter causado o incêndio. // G1 Bahia.

Nenhum comentário