Breaking News

PM COM SINAIS DE EMBRIAGUEZ MATA FRENTISTA E FERE OUTRO EM CONCEIÇÃO DO COITÉ

 

Um policial militar lotado na 90ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Riachão do Jacuípe), conhecido por Edinho, matou um frentista a tiros e deixou outro ferido na madrugada desta quinta-feira (14/4), no bairro Sonho Meu, em Conceição do Coité. As vítimas foram identificadas como Maurício Alves da Silva e o colega de trabalho dele, conhecido por Manezinho.

Segundo informações do Calila Notícias, o militar estava na companhia das vítimas antes do crime. Por volta das 3h30 o policial teria pedido uma carona até o bairro onde mora e, ao chegar, sem nenhum motivo aparente, sacou a arma e atirou nas vítimas. 

"Quando chegou ao local, como tivesse sofrido um surto psicótico, atirou em Maurício que morreu no local e Manezinho atingido conseguiu sair do carro, mas ainda assim foi alvejado e socorrido para o hospital", disse um morador que preferiu não se identificar.

Manezinho foi socorrido ao Hospital Português, em Conceição do Coité, mas precisou ser transferido com urgência para o Hospital Geral Cleriston Andrade, em Feira de Santana. O estado de saúde dele é considerado grave.

Circulam em grupos de WhatsApp áudios atribuídos a uma moradora, contando que ouviu barulho dos tiros, mas ignorou naquele momento. Minutos depois o local já estava movimentando e foi ver o que tinha acontecido. A mulher diz na gravação que o autor dos disparos estava visivelmente embriagado e ficou no local até a chegada da PM, e entregou a arma.

Edinho só andava bêbado nos bares puxando arma pra o povo. Aqui na rua já foi visto com arma na mão de madrugada - detalha no áudio.

Em outro áudio, um homem diz que o policial perde o controle sempre que faz uso de bebida alcoólica. "Aquele da Caatinga, bebe fica doido, eu já disse outras vezes: 'esse cara é problema', ele bebendo surta e fica doido".

No relato, o morador diz o militar estava no banco traseiro do carro e antes de chegar ao local para onde tinha pedido carona atirou em Maurício. O tiro transfixou o banco traseiro, causando a morte de Maurício. Ao perceber o ataque contra o colega, Manezinho saiu do carro e tentou escapar dos disparos, foi alvejado pelo menos três vezes e caiu um pouco mais à frente.

O corpo de Maurício foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Serrinha. As investigações ficam a cargo da Delegacia Territorial de Coité.

Até a publicação desta reportagem, a Polícia Militar não havia se pronunciado oficialmente.

Informações do Calila Notícias

Nenhum comentário